Historical Overview- The Western Wall

Visão geral histórica - O Muro das Lamentações

O Muro das Lamentações , também conhecido como Muro das Lamentações ou Kotel, é um antigo muro de contenção de calcário localizado na Cidade Velha de Jerusalém, Israel. É considerado o local mais sagrado do judaísmo e é um local de oração e peregrinação para judeus de todo o mundo. A parede fazia parte do Segundo Templo, que os romanos destruíram em 70 EC. Hoje, o Western Wall Plaza oferece um espaço para orações públicas, com seções separadas para homens e mulheres. O Muro das Lamentações tem sido um local de significado religioso e político por séculos e continua a ser um importante símbolo da identidade e herança judaica.

Por que o Muro das Lamentações é considerado sagrado ? O Muro das Lamentações é um remanescente do antigo muro que cercava o pátio do Templo Judaico em Jerusalém. É feito de pedra de Jerusalém , um tipo de calcário nativo da região. O muro tem sido um local de oração, reflexão e luto por séculos, simbolizando a força, resiliência e fé da nação judaica. Acredita-se que as orações judaicas proferidas no Muro das Lamentações sejam especialmente poderosas, e muitas pessoas vêm aqui para orar e oferecer orações escritas nas fendas do muro. O Muro das Lamentações é um lembrete da força do povo judeu e de sua fé inabalável em Deus.

Por que a Pedra de Jerusalém é única ? A pedra de Jerusalém é um tipo de calcário extraído na área de Jerusalém e é usado em muitos projetos de construção em todo o mundo. É reconhecido por sua durabilidade, cor característica amarelo-branco claro e marrom-avermelhado, e é um dos materiais mais populares usados ​​na arquitetura tradicional do Oriente Médio. As suas propriedades tornam-no ideal para utilização no exterior, uma vez que é resistente ao reboco e menos suscetível a danos causados ​​pela água. A pedra de Jerusalém tem uma aparência única que pode ser usada para criar designs impressionantes e atraentes. O que é

história do Muro das Lamentações? O Muro das Lamentações remonta a 19 aC, quando o rei Herodes o construiu para expandir o Segundo Templo em Jerusalém. O templo era um local central de culto para os judeus e é considerado uma das estruturas mais magníficas de sua época. No entanto, em 70 EC, o Império Romano destruiu o Segundo Templo e grande parte de Jerusalém, deixando o Muro das Lamentações como uma das únicas estruturas remanescentes. Ao longo dos séculos, o Muro das Lamentações tem sido um local de importância religiosa e política, já que foi reivindicado e controlado por vários impérios, incluindo os impérios bizantino, árabe, cruzado e otomano. No final do século 19 e início do século 20, a imigração judaica para a Palestina aumentou, e o Muro das Lamentações tornou-se um foco central do movimento nacional judaico. Em 1948, após o estabelecimento do estado de Israel, o Muro das Lamentações ficou sob controle israelense e foi designado um santuário nacional.

Voltar para o blog